CRESS-MA
NOTÍCIAS
Assistentes Sociais Fortalecem a Defesa da Política de Assistência
3 de agosto de 2018
ASCOM CRESS/MA

 

FONTE: CFESS

 

FOTO 1

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Professora Berenice Rojas  fala na primeira mesa do segundo dia (foto: Rafael Werkema/CFESS)

 

Seminário Nacional reúne 1500 profissionais em Fortaleza, para refletir sobre os desafios da profissão.

 

O segundo e último dia de atividades do 2º Seminário Nacional O trabalho do/a assistente social na política de assistência social começou com quatro plenárias simultâneas, entre as quais os/as participantes se dividiram durante toda a manhã desta quinta-feira (2). A filmagem completa do evento está disponível no canal do CFESS no Youtube (clique aqui para acessar).

 

Os debates foram sobre: Família, Gênero e Assistência Social com Regina Mioto (assistente social e professora da UFSC) e Telma Gurgel (assistente social e professora da UERN); Proteção social, financiamento e o trabalho do/a assistente social, com Elaine Behring (assistente social e professora da Uerj) e Berenice Rojas (assistente social e professora da PUC-RS); Assistência Social, participação e educação popular, com Eblin Farage (assistente social e professora da UFF) e Virginia Márcia Assunção Viana (assistente social e professora da UECE) e Assistência Social, Território e Intersetorialidade, com Maurílio Matos (assistente social e professor da Uerj) e Maria Helena Elpídio (assistente social e professora da UFES).

 

À tarde, a pauta teve início com a leitura do Posicionamento Político dos/as Assistentes sociais sobre os cortes e retrocessos na política de assistência social. O documento foi elaborado pelo CFESS e pelo CRESS-CE (clique para acessar o manifesto).

 

 

FOTO 2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Professor Valério Arcary deu início à última mesa de palestras (foto: Rafael Werkema/CFESS)

 

Em seguida, a mesa Agenda política dos/as assistentes sociais: organização, estratégias e resistências trouxe o sociólogo, historiador e professor aposentado do Instituto Federal de São Paulo (IFSP) Valério Arcary.  

 

O professor fez uma análise interdisciplinar da conjuntura atual, com recorte na conjuntura mais imediata, mais especificamente sobre o Brasil.  Segundo Arcary, a crise econômica mundial atual é uma das mais graves por que já passaram as últimas gerações e, na realidade brasileira, se agrava com a crise política.

 

“Há medo, a resistência popular recuou. A conjuntura segue desfavorável e perigosa, cada vez mais, para a classe trabalhadora. É preciso estar alerta para as perspectivas que se colocam com as eleições deste ano, pois corremos o risco de uma derrota histórica”, avaliou.  

 

Quem também compôs a mesa foi a conselheira do CFESS e professora da Universidade Federal do Pará (UFPA) Daniela Castilho. Ela destacou a capacidade de resistência e mobilização da categoria de assistentes sociais contra a conjuntura conservadora e de precarização do trabalho , que atinge os/as assistentes sociais enquanto classe trabalhadora.

 

 

FOTO 3

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Conselheira do CFESS Daniela Castilho compôs a mesa com o professor Valério Arcary (foto: Rafael Werkema/CFESS)

 

 

A conselheira enfatizou que há alternativas e formas de resistência e de organização da classe trabalhadora diante dos retrocessos e regressões que ocorrem no Brasil. “O Conjunto CFESS-CRESS tem investido na organização, mobilização e construção  de diversas formas de resistência de nossa classe, a exemplo  dos fóruns de trabalhadores e trabalhadoras do Suas, em âmbito nacional, regional, estadual e municipal. Estes não substituem os instrumentos históricos de organização da classe trabalhadora, como os sindicatos por ramo de atividade e partidos políticos, mas constituem importante frente de resistência no campo na política de assistência social brasileira. Precisamos estar organizados/as coletivamente em espaços de luta e discussão política para além dos espaços institucionais”, analisou Castilho.

 

O seminário foi encerrado com a mesa que reuniu a conselheira do CRESS-CE Cynthia Studart, que apontou a importância do enfrentamento coletivo do Conjunto CFESS-CRESS às regressões da conjuntura, e a vice-presidente do CFESS, Daniela Neves, que destacou a realização do seminário como momento de reflexão e de construção de alternativas e estratégias de trabalho de assistentes sociais na assistência social, bem como, sua organização política na defesa da seguridade social publica, universal e de qualidade.  

 

 

FOTO 4

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A vice-presidente do CFESS, Daniela Neves, fala na mesa de encerramento do evento (foto: Rafael Werkema/CFESS)

 

 

FOTO 5

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Professora Regina Mioto fala em uma das plenárias simultâneas (foto: Rafael Werkema/CFESS)

 

 

FOTO 6

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Plenárias simultâneas compuseram as atividades da manhã do último dia (foto: Diogo Adjuto/CFESS)

 

 

FOTO 7

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Professor Maurílio Matos fala em outra plenária simultânea (foto: Diogo Adjuto/CFESS)

 

 

Leia também:

 

Seminário debate o trabalho de assistentes sociais na política de assistência

 

Assistentes sociais no combate ao racismo!

 

 

 

Conselho Regional de Serviço Social do Maranhão / CRESS-MA

Gestão "Resistência e Luta" – 2017/2020

 

AGENDA CRESS-MA
outubro
D S T Q Q S S
30  1   2   3   4   5   6 
 7   8   9   10   11   12   13 
 14   15   16   17   18   19   20 
 21   22   23   24   25   26   27 
 28   29   30   31 
SIGA O CRESS-MA