CRESS-MA
INFORMAÇÕES
Hoje é o Dia da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha e tem vídeo especial, com cordel e poesia
26 de julho de 2022
ASCOM CRESS/MA

 

FONTE: CFESS

 

Nós, mulheres, assistentes sociais, estamos na luta contra o racismo e por direitos!
 

 Clique e assista ao vídeo

 

A data de 25 de julho celebra o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha e também Dia Nacional de Tereza de Benguela, líder quilombola que lutou por liberdade no período colonial do Brasil. Assistentes sociais brasileiras/os, cuja atuação profissional se baseia no compromisso do combate ao racismo e a todo tipo de preconceito, hoje alertam para questões importantes que envolvem a vida e o cotidiano das mulheres negras no país: enfrentamento das violências, genocídio e feminicídio, saúde da mulher negra, desemprego e pobreza entre essas mulheres. 

 

Todos os anos, diversos movimentos de mulheres negras se reúnem para decidir um tema para o Julho das Pretas, que dialogue com a conjuntura. Em 2022, o tema é: Mulheres Negras no Poder, construindo o Bem Viver! 

 

De acordo com a conselheira do CFESS Mauricleia Soares, o dia 25 de julho tem o legado histórico de luta e resistência do povo negro contra a escravidão. "A data demonstra a necessidade da luta antirracista, principalmente para nós, mulheres negras, que estamos no topo da pirâmide das desigualdades sociais. Lembrar da luta e resistência das mulheres quilombolas, como Tereza de Benguela e tantas outras, é tomar de inspiração para nossa organização, pois as mulheres negras têm um grande protagonismo nas lutas. E segue até hoje, com a presença forte destas mulheres da classe trabalhadora atuando na linha de frente contra o racismo, o machismo e a exploração capitalista", avalia ela.

 

Segundo o Instituto Odara, a edição de 2022 é histórica, pois marca os 10 anos de realização do Julho das Pretas e 30 anos desde que o movimento de mulheres negras da América Latina e Caribe declarou o 25 de Julho como o Dia Internacional da Mulher Negra Afro Latino-Americana e Caribenha.  

 

E a data tem tudo a ver com a agenda de lutas do Serviço Social. O resultado da Pesquisa do Perfil Profissional de Assistentes Sociais (2019), cujo relatório será lançado em breve, mostrou que, do total de mulheres assistentes sociais (cis, trans e travestis), 49% se declaram negras. No entanto, do total de profissionais atualmente sem emprego, 57% são negras, que também representam 60% das mulheres assistentes sociais que recebem até 2 salários mínimos. 
 
“Hoje, reafirmamos: é preciso valorizar as mulheres assistentes sociais negras. A pesquisa, feita por amostragem com 44 mil assistentes sociais, demonstra que as mulheres negras dentro de nossa categoria vivenciam os impactos do racismo estrutural no capitalismo – que se estruturou a partir do colonialismo e da escravidão – recebendo os salários mais baixos e acessando menos a universidade nos cursos de mestrado e doutorado. Precisamos enfrentar essa desigualdade e nossa luta antirracista, a gente faz no cotidiano, sendo responsabilidade de todas nós”, destaca a conselheira do CFESS Emilly Marques. 

 

Por isso, a conselheira convida todas e todos a conhecerem e participarem da Campanha ‘Nós, Mulheres, Assistentes Sociais de Luta’ (clique aqui), enviando os relatos de experiências relacionadas ao tema da campanha por meio do site oficial, e também a assistir o vídeo especial de hoje.  
 
E vai ter live às 19h 
 
A Frente de Assistentes Sociais no Combate ao Racismo e a Rede de Assistentes Sociais pelo Direito de Decidir se somam pelo fortalecimento das ações coletivas do Julho das Pretas e promovem hoje a Live Especial: Direitos Reprodutivos e saúde das mulheres negras em tempos de ultraconservadorismo: o que comemorar?.  

 

A transmissão ocorrerá pelo YouTube da Frente (clique aqui e acesse já)

 

Card da live promovida pela Rede de Assistentes Sociais pelo Direito de Decidir e pela Frente de Assistentes Sociais no Combate ao Racismo, com imagens das palestrantes em círculos.

Card: divulgação/movimentos

 

 

Conselho Regional de Serviço Social do Maranhão / CRESS-MA

Gestão "Nosso Nome é Resistência" – 2020/2023

Central - Agenda Permanente
AGENDA CRESS-MA
setembro
D S T Q Q S S
28 29 30 31  1   2   3 
 4   5   6   7   8   9   10 
 11   12   13   14   15   16   17 
 18   19   20   21   22   23   24 
 25   26   27   28   29   30 
SIGA O CRESS-MA