CRESS-MA
NOTÍCIAS
Um chamado à categoria de assistentes sociais para as eleições
11 de novembro de 2020
ASCOM CRESS/MA

 

FONTE: CFESS

 

CFESS divulga nota e afirma: votamos com compromisso ético-político.

 

Card com fundo verde e ilustração de uma tela de um tablet, com o texto Nas eleições, votamos com compromisso ético-político, nota do CFESS.

Arte: Rafael Werkema/CFESS
 

 

O Conselho Federal de Serviço Social (CFESS) estimula a participação e envolvimento da categoria profissional no processo democrático de escolha das melhores propostas de candidatos/as que expressem compromisso com a direção de uma sociedade igualitária. Este chamado não é aleatório, mas uma lembrança de que, em tempos de aprofundamento da crise do capital e de crise sanitária posta pela pandemia da Covid-19, com ajuste fiscal, cortes de direitos e recursos para as políticas sociais, de ameaças ao projeto ético-político profissional, de precarização das relações de trabalho, das contrarreformas trabalhista e previdenciária e tentativas de aprofundar a privatização na saúde, a saída apontada pela categoria profissional é pela construção coletiva. Só juntas e juntos, unidos e unidas pela causa das liberdades democráticas, da defesa de direitos humanos, do antirracismo e antipatriarcado, se construirão caminhos para outra sociabilidade.

 

Os princípios e valores expressos no Código de Ética do/a Assistente Social têm materialidade e deverão se construir nos enfrentamentos dos desvalores da sociabilidade capitalista, que forjam uma humanidade explorada, alienada, individualista e embrutecida.


A tarefa de constituir o humano livre é de natureza civilizatória, mas cabe a cada segmento da sociedade realizar os sonhos possíveis e não esquecer as lições da dialética: no interior do problema, está a solução. Embora não se possa esperar muito de uma eleição, programas são apresentados, que têm interesses distintos para a resolução de  problemas numa sociedade tão desigual quanto a brasileira. Assim, devemos fazer a defesa daquelas e daqueles que se preocupam com o combate às causas dessa desigualdade social e defendem uma sociedade sem opressões e explorações de classe, raça e gênero ou quaisquer outras. Podemos aproveitar o momento das eleições municipais para apostar em candidatos/as que fortaleçam as políticas sociais e a ampliação de direitos na perspectiva da universalidade, da participação social efetiva e da responsabilização do Estado.


Vimos recentemente vários processos eleitorais em nossos vizinhos latinos que, mesmo com propostas diferentes, avançam no projeto de democratização, como é o caso da Bolívia, da Argentina e do Chile. Assistentes sociais terão muito a contribuir com o processo de análise dos programas apresentados em campanhas, trazendo elementos para elucidação dos projetos em disputa. Esta categoria profissional dispõe de um conjunto de diretrizes, elencadas como “bandeiras de luta” do Conjunto Cfess-Cress (disponível em www.cfess.org.br), que podem ser buscadas como referência para o debate com candidatos e candidatas, de modo a avaliar e também contribuir com aqueles e aquelas que defendem direitos humanos, sociais, participação social e liberdades democráticas.

O trabalho com o cotidiano das populações contribui para evidenciarmos suas necessidades, anseios e potencialidades, reafirmando a defesa da sua participação nas decisões políticas que repercutem nos rumos de suas vidas e o compromisso de classe trabalhadora com a melhoria das condições de vida e superação das iniquidades. Nesse momento tão crucial para o Brasil, é urgente o nosso envolvimento e participação cidadã. Está nas mãos da classe trabalhadora fazer a transformação!

 

 

 

Conselho Regional de Serviço Social do Maranhão / CRESS-MA

Gestão "Nosso Nome é Resistência" – 2020/2023

AGENDA CRESS-MA
novembro
D S T Q Q S S
 1   2   3   4   5   6   7 
 8   9   10   11   12   13   14 
 15   16   17   18   19   20   21 
 22   23   24   25   26   27   28 
 29   30 
SIGA O CRESS-MA